Arquivo da tag: contágio

Aedes aegypti.

Aedes aegypti – Nosso inimigo !

Declaração de Guerra

Quando escrevemos recentemente, o problema do mosquito Aedes aegypti  é mais perigoso do que se imaginava, poucos atentaram para os problemas.

Agora que chegamos num patamar quase de pandemia, em que especialistas discutem vários aspectos relacionados ao risco da proliferação das doença e vírus que este mosquito propaga e que entidades internacionais decretam uma situação de “emergência de saúde pública de interesse internacional”, especialmente para os casos de má-formação e de disfunções neurológicas provocadas pelo vírus Zika, também transmitido pelo mosquito que propagou a dengue por muito anos, talvez seja necessário a população entender que não basta o governo fazer o básico do básico.

A guerra começou há muito tempo. Muito antes do Zika e da microcefalia. Muitas pessoas terão que repensar seus hábitos.

Vírus Zika
Vírus Zika

Em tempos de carnaval e descontrole total de procedimentos, a coisa vai sair de controle.

Nós, técnicos que atuam na saúde pública veremos os resultados em pouco tempo. E irão nos acusar de muitas coisas quando, na realidade, cada um não tem se preocupado nem consigo mesmo. Temos que nos preparar, sem apoio das chefias deitadas eternamente em berço esplêndido e dos políticos irresponsáveis que aumentam seus próprios salários e deixam a saúde pública à própria sorte.

Zika, Chikungunya, Dengue

O mosquito está sobrevivendo em todas as regiões do país, aparece o ano inteiro, prolifera em qualquer local e a população não está dando a devida atenção aos cuidados necessários para que ele não ameace vidas humanas.

O Mosquito

Mosquito_Dengue

Mapa de Risco

Aedys

Cuidados Essenciais

Para combater o mosquito da dengue é importante evitar a existência de locais ou objetos, como tampas, pneus, vasos ou garrafas, que possam acumular água parada, facilitando o desenvolvimento do mosquito. Por isso é aconselhado:

  • Manter a caixa de água fechada com a tampa;
  • Limpar as calhas, removendo as folhas, galhos e outros objetos que possam impedir a passagem da água;
  • Não deixar acumular água da chuva sobre a laje;
  • Lavar semanalmente tanques utilizados para armazenar água com escova e sabão;
  • Manter os tonéis e barris de água bem tampados;
  • Encher os pratinhos dos vasos com areia;
  • Lavar 1 vez por semana os vasos com plantas aquáticas, usando escova e sabão;
  • Guardar as garrafas vazias de cabeça para baixo;
  • Entregar os pneus velhos no serviço de limpeza urbana ou guardá-los sem água e abrigados da chuva;
  • Colocar o lixo em sacos fechados e fechar bem a lixeira.

Uma outra forma de evitar o desenvolvimento do mosquito da dengue é colocar um larvicida natural em todos os pratos de plantas, misturando 2 colheres de borra de café em 250 ml de água e adicionar ao prato da planta, repetindo este procedimento todas as semanas.

Fonte de Pesquisa: Sites e Portais da Internet

Medula Óssea – Seja Doador

A Medula Óssea

Medula Óssea é um tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecida popularmente por ‘tutano’.

Na medula óssea são produzidos os componentes do sangue: as hemácias (glóbulos vermelhos), os leucócitos (glóbulos brancos) e as plaquetas. As hemácias transportam o oxigênio dos pulmões para as células de todo o nosso organismo e o gás carbônico das células para os pulmões, a fim de ser expirado. Os leucócitos são os agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo e nos defendem das infecções. As plaquetas compõem o sistema de coagulação do sangue.

Medula Óssea produz vida para o sangue do corpo humano
Medula Óssea produz vida para o sangue do corpo humano
Fonte: INCA

Medula Óssea X Medula Espinhal?

Enquanto a medula óssea, como descrito anteriormente, é um tecido líquido-gelatinoso que ocupa a cavidade dos ossos, a medula espinhal é formada de tecido nervoso que ocupa o espaço dentro da coluna vertebral e tem como função transmitir os impulsos nervosos, a partir do cérebro, para todo o corpo.

Doação de Medula Óssea

O número de doadores voluntários tem aumentado expressivamente nos últimos anos. Em 2000, existiam apenas 12 mil inscritos. Naquele ano, dos transplantes de medula realizados, apenas 10% dos doadores eram brasileiros localizados no REDOME *.

Agora há 3,500 milhões de doadores inscritos e o percentual subiu para 70%. O Brasil tornou-se o terceiro maior banco de dados do gênero no mundo, ficando atrás apenas dos registros dos Estados Unidos (quase 7 milhões de doadores) e da Alemanha (quase 5 milhões de doadores).

A evolução no número de doadores deveu-se aos investimentos e campanhas de sensibilização da população, promovidas pelo Ministério da Saúde e órgãos vinculados, como o INCA. Essas campanhas mobilizaram hemocentros, laboratórios, ONGs, instituições públicas e privadas e a sociedade em geral. Desde a criação do REDOME, em 2000, o SUS já investiu R$ 673 milhões na identificação de doadores para transplante de medula óssea. Os gastos crescerem 4.308,51% de 2001 a 2009.

Doadores Voluntários 

É possível se cadastrar como doador voluntário de medula óssea nos Hemocentros nos estados. Em Minas Gerais, basta procurar o  Hemominas ( http://www.hemominas.mg.gov.br/ ).

*REDOME = Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea

Dia Mundial da Sepse

A Sepse é a inflamação generalizada do organismo contra uma infecção em qualquer parte do corpo. Se não descoberta rapidamente, essa inflamação leva a parada do funcionamento de um ou mais órgãos e o paciente corre risco de morrer.

Pesquisa do ILAS, em parceria com o Instituto Datafolha, em 134 municípios brasileiros, mostra que 93% dos entrevistados nunca tinham ouvido falar sobre sepse.

SEPSE

Vacinação Contra a Gripe

A Campanha de Vacinação contra a Gripe começa na próxima segunda-feira em 65 mil postos de saúde espalhados pelo país. Serão disponibilizados 54 milhões de doses para a imunização de 49,7 milhões de pessoas. A meta  é vacinar 80% do público-alvo.

Nós, agentes de saúde, estaremos prontos a receber todos que desejarem se prevenir em mais esta campanha de vacinação e apoio à melhoria das condições de saúde pública.

Vacinação contra a Gripe

Devem ser imunizadas crianças com mais de 6 meses e menores de 5 anos, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), presos e funcionários do sistema prisional. É importante levar aos postos de saúde o cartão de vacinação e um documento de identificação.

Também serão vacinadas pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com condições clínicas especiais. Neste caso é preciso levar também uma prescrição médica especificando o motivo da indicação da dose.

Pacientes que participam de programas de controle de doenças crônicas no Sistema Único de Saúde devem ir aos postos onde estão cadastrados para receber a dose, sem necessidade da prescrição médica.

O Ministério da Saúde destaca que a vacina é segura e consiste em uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe. Segundo a pasta, estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% e 45% o número de pessoas que recorrem aos hospitais por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações decorrentes da influenza.

Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, o governo ressaltou que é fundamental realizar a imunização no período da campanha para garantir a proteção antes do início do inverno. A campanha termina no dia 22 de maio.

Fonte: Agência Brasil

Prevenção pré Operatória

Temos acompanhado centenas de cirurgias e pequenas intervenções nestes muitos anos de atividades na área da saúde.

Uma questão importantíssima no pré operatório são os cuidados com alimentação ou jejum. O paciente ou pessoa doente deve sempre informar quando fez suas últimas refeições e do que se alimentou nas últimas horas.

Tem sido comum a ocorrência de problemas graves, e até mortes, pela omissão de informação, por parte do paciente, sobre a alimentação que fez.

Continue lendo Prevenção pré Operatória

HPV – Responsabilidade de Todos

Relação Aids e HPV

As meninas e mulheres convivendo com HIV e Aids foram incorporadas como público prioritário nessa nova etapa da campanha de vacinação devido a estudos que apontaram que esse público tem cinco vezes mais chances de desenvolver o câncer cervical em comparação com a população em geral. Além disso, elas também estão mais propensas a terem sérias lesões causadas por HPV, em maior número e com maiores chances de reaparecerem após o tratamento.

Continue lendo HPV – Responsabilidade de Todos

Febre Chikungunya

Febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.

Continue lendo Febre Chikungunya

Ebola – Ameaça Mundial

Ebola_Ferida
Paciente com Ebola

doença por vírus Ébola (DVE), também denominada no Brasil por doença por vírus ebola, é uma doença que atinge seres humanos e outros mamíferos e que é provocada pelo ebolavírus. Os sintomas têm início duas a três semanas após contrair o vírus, manifestando-se inicialmente por febre, garganta inflamadadores musculares e dores de cabeça.

Continue lendo Ebola – Ameaça Mundial

Tuberculose

images.jpgtuberculoseÉ  BOM SABER..

Tosse por mais de três dias pode ser Tuberculose

O QUE É TUBERCULOSE?

É uma doença causada por uma bactéria que ataca principalmente os pulmões, mas pode também ocorrer em outras partes do corpo, como ossos, rins e meninges (as membranas que envolvem o cérebro).

Continue lendo Tuberculose