Aleitamento Materno

O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível, econômica e eficaz intervenção para redução da morbimortalidade infantil.

Amementar - Ato de Amor

ATO DE AMOR

A infância é um período em que se desenvolve grande parte das potencialidades humanas. Os distúrbios que incidem nessa época são responsáveis por graves consequências para indivíduos e comunidades.

Amamentar é muito mais do que nutrir a criança. É um processo que envolve interação profunda entre mãe e filho, com repercussões no estado nutricional da criança, em sua habilidade de se defender de infecções, em sua fisiologia e no seu desenvolvimento cognitivo e emocional, além de ter implicações na saúde física e psíquica da mãe.

Apesar de todas as evidências científicas provando a superioridade da amamentação sobre outras formas de alimentar a criança pequena, e apesar dos esforços de diversos organismos nacionais e internacionais, as taxas de aleitamento materno no Brasil, em especial as de amamentação exclusiva, estão bastante aquém do recomendado, e o profissional de saúde tem um papel fundamental na reversão desse quadro.

Portanto, cabe ao profissional de saúde identificar e compreender o processo do aleitamento materno no contexto sociocultural e familiar e, a partir dessa compreensão, cuidar tanto da dupla mãe/bebê como de sua família.

TIPOS DE ALEITAMENTO MATERNO

Coleta de Leite Materno

• – ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO quando a criança recebe somente leite  materno, direto da mama ou ordenhado, ou leite humano de outra fonte, sem outros líquidos ou sólidos, com exceção de gotas ou xaropes contendo vitaminas, sais de reidratação oral, suplementos minerais ou medicamentos

• –ALEITAMENTO MATERNO PREDOMINANTE quando a criança recebe, além do leite materno, água ou bebidas à base de água (água adocicada, chás, infusões), sucos de frutas e fluidos rituais 1 .

• –ALEITAMENTO MATERNO quando a criança recebe leite materno (direto da mama  ou ordenhado), independentemente de receber ou não outros alimentos.

• –ALEITAMENTO MATERNO COMPLEMENTADO quando a criança recebe, além Aleitamento materno complementado do leite materno, qualquer alimento sólido ou semi-sólido com a finalidade de complementá-lo, e não de substituí-lo. Nessa categoria a criança pode receber, além do leite materno, outro tipo de leite, mas este não é considerado alimento complementar.

• – ALEITAMENTO MISTO OU PARCIAL quando a criança recebe leite materno e outros tipos de leite.

 IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO

Já está devidamente comprovado, por estudos científicos, a superioridade do leite materno sobre os leites de outras espécies. São vários os argumentos em favor do aleitamento materno.  Evita mortes infantis graças aos inúmeros nutrientes existentes no leite materno. O leite materno é o melhor  e mais completo alimento para o bebe. Amamentar transmite amor e carinho, além de proteger a saúde do bebe, evitando doenças como diarreia, pneumonia e alergias.

Amamentacao Correta

Não existe leite fraco, amamente sempre que o bebe tiver fome.

Tome bastante liquido para ajudar na produção de leite.

Ate 6 meses de vida, o bebe que mama no peito não precisa de sucos, chás ou outros alimentos.

Se você tiver algum problema nos seios ou dificuldade para amamentar, procure um Centro de Saúde mais próximo de sua casa, ou o Centro de sua referencia para receber apoio e orientação adequada. Sempre haverá uma profissional habilitada a te orientar.

Fonte: Ministério da Saúde

 

 

 

 

Deixe uma resposta